SENTE DOR NO PÉ? E AGORA, O QUE FAZER?

dismetria

24 Jul SENTE DOR NO PÉ? E AGORA, O QUE FAZER?

A dor no pé é muito frequente, infelizmente ainda não faz parte da nossa cultura efetuar a prevenção da doença nomeadamente no pé, pois só se procura um Podologista quando a dor chega a ser descrita como insuportável.
“A subjetividade inerente à dor torna-a extremamente difícil de definir. O subcomité de Taxonomia da Associação Internacional para o Estudo da Dor (IASP), em 1979, definiu-a como: “Experiência sensorial e emocional desagradável associada com uma atual ou potencial lesão tecidular, ou que é descrita como tal” (Cardoso, 1999, p. 3).
A dor caracteriza-se por alguns sinais e sintomas, contudo não podemos supor que todos os indivíduos apresentarão sinais e sintomas iguais e objetivos. A dor pode ser caracterizada como aguda ou crónica. Os sinais e sintomas descritos frequentemente pelos indivíduos são: agonia, tração, pressão, queimadura, em ferroadas, perfurante ou penetrante, imprecisa, etc.
O pé humano suporta o peso de todo o organismo e uma das suas funções é distribuição do peso por todo o pé, no entanto esta distribuição nem sempre é a correta o que leva a alterações biomecânicas (www.centroclinicodope.pt) que com o passar do tempo provocam dor por todo o pé e também em toda a cadeia ascendente, sendo portanto aconselhado efetuar o despiste de alterações presentes no pé evitando assim problemas futuros e consequentemente dor.
As alterações estruturais/biomecânicas mais frequentes; que provocam determinados sinais e sintomas que incitam dor são:
Estruturais /Biomecânicas
· Pé plano
· Pé cavo
· Retropé varo
· Retropé valgo
· Antepé varo
· Antepé valgo
· Sequelas de pé boto (ex: equino varo)
Nunca se esqueça de observar os seus pés, a prevenção deve ser um objetivo primário.
Dra. Fátima Carvalho
Licenciada em Podologia
Especialização em cirurgia de Ante-pé (NYCPM), USA

logotipo podo png